MMIBHMMIBH

TAMANDUÁ BANDEIRA

Tamanduá-Bandeira
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Infraclasse: Placentalia
Superordem: Xenarthra
Ordem: Pilosa
Família: Myrmecophagidae
Género: Myrmecophaga
Linnaeus, 1758
Espécie: M.tridactyla

O Tamanduá-Bandeira é um mamífero nativo da América. Ele recebe esse nome popular devido a sua cauda de pelos longos e densos, que tem a forma de uma bandeira.

Em alguns locais do Brasil eles são conhecidos pelos nomes: tamanduá-açu, tamanduá-cavalo, papa-formigas-gigante, iurumi, jurumim.

Infelizmente, em alguns locais ele já foi extinto e no Brasil é um dos animais que consta na lista oficial de espécies ameaçadas de extinção. Além dele existem outras espécies de tamanduás no país, entretanto essa é a maior delas.

Esses animais possuem uma função ecológica muito importante, uma vez que chega a comer até 30 mil formigas e/ou cupins por dia, o acaba controlando as populações desses insetos, impedindo assim que se tornem praga.

57bf869193e1b-tamandua-bandeira

Habitat: Onde Vive?

O tamanduá-bandeira vive em campos, áreas abertas e florestas tropicais. Ele é encontrado em todos os biomas brasileiros: Amazônia, Caatinga, Mata Atlântica, Pantanal, Cerrado e Pampa.

Além do Brasil, ele é encontrado em outras partes do continente americano (América do Sul e Central).

Na natureza vivem cerca de 25 anos. Já em cativeiro, essa expectativa pode aumentar em cinco anos. Por outro lado, alguns morrem até antes em cativeiro visto que ali não recebem a alimentação baseada somente em insetos. O período de vida máximo, registrado para essa espécie quando se encontra sob cuidados humanos, é de 25 anos e 10 meses.

filhote de tamanduá

Hábitos

Os tamanduás-bandeiras são animais diurnos ou noturnos. Essa característica varia de acordo com a região que habitam, segundo a temperatura e o índice pluviométrico (chuvas).

São animais solitários quando atingem a idade adulta. Não são ágeis, nem agressivos, no entanto, se se sentem ameaçados eles sentam sobre as patas traseiras e atacam com suas imensas garras.

Não são animais territorialistas e por isso podem caminhar durante todo o dia em busca de abrigo e alimento. Além disso, eles conseguem nadar.

Embora sejam grandes e pesados suas imensas garras lhes permitem subir em árvores. Esse comportamento de defesa é fundamental para se protegerem de alguns predadores.

Estrutura Corporal

O Tamanduá-bandeira possui pelos muito longos pelo corpo, além de uma imensa cauda peluda e focinho fino e cilíndrico. Eles são quadrúpedes (possuem quatro patas) e se locomovem de maneira vagarosa.

São geralmente cinzentos ou marrons e possuem uma faixa preta e branca que se estende diagonalmente pelo corpo todo. Apresenta enormes, forte e curvadas garras que o auxiliam na defesa.

Com elas também eles conseguem atingir formigueiros ou habitações de insetos para se alimentarem. Ainda que a visão deles não seja muito apurada, eles compensam com o desenvolvido olfato que possuem.

Ainda que seja um mamífero, ele não possui dentes. Sua boca é pequena, no entanto, sua língua é muito grande e possui uma espécie de saliva viscosa e pegajosa que “cola” seus alimentos.

Giant Anteater Searching for Termites

 

REALIZAÇÃO

APOIO INSTITUCIONAL

PATROCÍNIO

APOIO

LOJA E SEGURADORA OFICIAL

BEBIDA E HOTEL OFICIAL

 

facebook-icon